LEILÃO DO 5G: GAEPE BRASIL SE MANIFESTA PELA INCLUSÃO DA OFERTA DE INTERNET ÀS ESCOLAS PÚBLICAS

Minuta do edital está em análise no TCU

Compartilhe esse post

Facebook
Twitter
LinkedIn

O Gabinete de Articulação para Enfrentamento da Pandemia na Educação no Brasil (Gaepe-Brasil) se manifestou, na tarde desta terça-feira (8), pela inclusão da oferta de internet de alta velocidade às escolas públicas no edital do leilão que prevê a implantação da tecnologia 5G no Brasil. O documento foi enviado ao Ministério das Comunicações, ao Tribunal de Contas da União (TCU), à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e ao Congresso Nacional.  

Na manifestação, o Gaepe Brasil destaca que a universalização do acesso à rede mundial de computadores nas escolas deveria ter ocorrido até o ano de 2019, de acordo com o Plano Nacional de Educação, o que não se concretizou. “Desse modo, o edital 5G atualmente sob a análise do TCU oferece uma importante oportunidade para garantir que a conexão de escolas aconteça de forma concreta, com prazo razoável e qualidade adequada”. 

O documento também ressalta que a implantação da tecnologia 5G é o meio adequado e necessário para garantir a plena acessibilidade à educação com igualdade de condições. “O Pacto Internacional sobre Direitos Econômicos, Sociais e Culturais, cita o documento, estabelece que a educação deve visar ao pleno desenvolvimento humano, além de capacitar os cidadãos a participar efetivamente de uma sociedade livre. “A inclusão digital é fundamental para garantir a integração do indivíduo à sociedade contemporânea, garantindo-lhe acesso às tecnologias que facilitam o intercâmbio de experiências e novos conhecimentos”, defende o grupo. 

Assinam o documento, os integrantes do Grupo Diretor do  Gaepe Brasil, Alessandra Gotti (Instituto Articule), Cezar Miola (CTE-IRB) e Fabrício Mota (Atricon). O Gabinete de Articulação é uma iniciativa da Associação dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), do Instituto Rui Barbosa (IRB), por meio do seu Comitê de Educação (CTE-IRB), e do Instituto Articule. A iniciativa objetiva garantir segurança jurídica gestores públicos na tomada de decisões. Entre os parceiros convidados para o Gaepe Brasil, estão a Comissão da Educação de Câmara dos Deputados, a Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal; o Conselho Nacional de Educação (CNE); o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME) e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME). 

Saiba mais em: https://gaepebrasil.com.br/quem-somos
Clique aqui e acesse a manifestação.

Texto: Priscila Oliveira

Últimos Posts

Gaepe-Brasil debate as novas regras do Fundeb para 2024

Representantes dos municípios e setores do Mec, Inep e FNDE discutiram as mudanças na complementação do financiamento da educação em vigor a partir de janeiro. Objetivo é buscar o entendimento das regras para evitar judicialização.

Deixe um comentário